Ragù de carne para todas as horas

Essa receita é a minha mais nova paixão. Aprendi em um curso que fiz faz pouco tempo e me apaixonei. O motivo? Ela vira diversos pratos e pode ser congelada sem problemas. A professora deu a dica de fazer uma porção grande e congelar separadamente, assim, naqueles dias corridos, é só descongelar parte da receita. Outra dica: pode ser feita com carne de cordeiro, colchão mole ou alcatra. Eu fiz com a última das opções, mas da próxima vez pretendo fazer com cordeiro. Para terminar, a última dica. Este ragù pode ser servido por cima de um risoto básico, com purê de batatas ou até como molho de uma massa. Só não esqueça de reservar um tempinho para fazê-lo, já que o segredo é o longo tempo que ele fica cozinhando.

Este foi feito para um risoto

Ingredientes

  • 500g de alcatra cortada em cubos grandes (maior do que o corte do strogonoff)
  • 1 cebola médica picada
  • 4 talos de salsão cortado em pedaços de 3 cm
  • 3 cenouras pequenas cortadas em rodelas
  • 2 colheres de sopa de salsinha picada
  • 1 xícara de chá de vinho tinto (na aula ela ensinou com branco, mas preferi com tinto, vai do paladar de quem está cozinhando)
  • 4 tomates italianos pelados
  • 2 colheres de sopa de bacon em cubos
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • Sal e pimenta do reino moída na hora à gosto

Modo de preparo

Tempere e carne com sal e, em uma panela com fundo grosso, sele-a. Reserve em outro recipiente. Na mesma panela, adicione o bacon, a cebola, o salsão, a cenoura e a salsa. Deixe-os suar. Adicione a carne e o vinho. Deixe cozinhar até que o vinho evapore quase que por inteiro. Acrescente o tomate picado grosseiramente (não deixe de colocar o suco que vem na latinha). Deixe cozinhar lentamente e, sempre que precisar, adicione água, mantendo-a abundante. Após aproximadamente uma hora, retire a carne e corte-a em pedaços bem finos. Devolva ao molho e deixe por mais cerca de 15 minutos.

Anúncios

A minha carne moída

Quem disse que comida do dia-a-dia tem que ser sem graça? Acho que o grande truque para preparar qualquer prato, seja uma lagosta ou um feijão, é o tempero que você usa. Essa carne moída é um exemplo disso. Fui vendo o que eu tinha de tempero que achava que iria combinar e, no final, o resultado ficou uma delícia. Servi com purê de batata, acompanhamento que foi ideal para o prato.

Fica uma delícia com purê de batata

Ingredientes

  • 300g de patinho moído
  • 1/2 talo de alho poró cortado e rodelas bem fininhas
  • 2 colheres cheias e sopa e azeitona preta em rodelas
  • 1 colher de sopa de chimichurri no azeite
  • 1/2 cebola picada
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 2 colheres de sopa de molho inglês
  • Sal e pimenta do reino à gosto

Modo de preparo

Refogue a cebola no azeite, quando ela começar a amolecer, adicione o chimichurri e o alho poró. Cozinhe até o alho poró amolecer e adicione a carne. Quando ela começar a soltar água, coloque a azeitona e o molho inglês. Sirva depois que a água secar por inteiro.

Bife a rolê

Sabe aqueles pratos tradicionais que sua mãe sempre fez e que você imagina que deve ser a coisa mais difícil do mundo? Então, esse era o caso do bife a rolê. Na minha casa costumávamos comer com polenta e era um dos meus partos preferidos. Um dia, passeando pelo mercado, vi os bifinhos já enrolados, prontos para fazer esse tipo de prato. Tomei coragem e peguei uma receita do Panelinha. Para acompanhar a tradicional polenta. Desculpa, mãe, mas ficou ainda melhor do que o que eu comia em casa.

Ah, para fazer esse prato, você terá que usar a panela de pressão, caso tenha dúvidas clique aqui que eu ensino!

 

Receita tradicional que não pode faltar na cozinha

Ingredientes

1 kg de coxão mole cortado em bifes
1/2 cenoura
1 talo de salsão
1/2 nabo
3 colheres (sopa) de óleo de canola
1 colher (sopa) de bacon
1/2 colher (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de pimenta-síria em pó
1 cebola picada
3 dentes de alho picados
1/2 xícara (chá) de extrato de tomate
1 l de caldo de carne (se for usar cubo, dissolva apenas 1)
2 colheres (sopa) de maisena
2 colheres (sopa) de salsinha picada
2 colheres (sopa) de cebolinha cortada
palitos de dente para fechar os bifes

Modo de Preparo

Descasque a cenoura e o salsão. Corte os legumes em palitos finos de 6 cm de comprimento. Tempere os bifes com um pouquinho de sal. Abra-o e coloque 1 palito de cada legume numa extremidade, enrole e prenda a outra extremidade com 2 palitinhos de dente. Repita o procedimento com o restante dos bifes e dos legumes.
Leve uma panela de pressão com o óleo ao fogo alto. Quando esquentar, coloque o bacon e deixe dourar por 3 minutos. Acrescente a canela (o segredinho da Rita Lobo!), a pimenta-síria e os bifes enroladinhos. Deixe dourar por 5 minutos, mexendo com cuidado para que a carne não desenrole.
Junte a cebola e o alho e refogue por mais 5 minutos. Adicione o caldo de carne e o extrato de tomate. Tampe a panela e deixe cozinhar na pressão por 30 minutos. Desligue o fogo e deixe a panela esfriar.
Quando sair toda a pressão, abra a panela e retire uma concha do caldo da carne. Numa tigelinha, misture o caldo com a maisena até dissolvê-la. Volte o caldo com a maisena à panela e misture bem. Leve ao fogo médio e, quando ferver, deixe cozinhar por mais 15 minutos, mexendo de vez em quando. Na hora de servir, junte as ervas, misture bem e transfira para uma travessa funda.

Carne light com shimeji

Essa receita, assim como o bolo de carne com aveia, vai para a lista dos lights. Ela também veio do livro do Vigilantes do Peso.

Se tem um ingrediente leve que eu adoro esses são os cogumelos, shimejis, shitakes… e o melhor é que eles combinam com tudo: macarrão, carne ou arroz.

Essa é uma daquelas receitas ótimas para fazer quando o tempo é curto. Fica uma delícia acompanhada com arroz integral ou de 7 grãos.

 

A carne fica molhadinha, muito boa!

 

Ingredientes

  • 4 bifes de filé mignon (ou carne parecida como contrafilé ou alcatra)
  • 2 xícaras de mix de shimeji ou shitake
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 colher de chá de farinha de trigo
  • ½ xícara de caldo de galinha ou de legumes

Modo de preparo

Grelhe os bifes, mas deixe-os malpassados. Em uma frigideira, refogue o shimeji e o shitake na manteiga. Salpique a farinha enquanto mexe e adicione o caldo. Junte os bifes e esquente até ficar quentinho.

Bolo de carne com aveia

Depois de um ano de cozinha sem pensar nas calorias, as calças começaram a ficar apertadas. Resolvi que tá na hora de fazer comidas mais leves, mas não menos gostosas. Me apropriei de um livro de receitas do Vigilantes do Peso da minha mãe. Tive um pouco de preconceito no inicio, mas as receitas são muito gostosas. Esse bolo de carne é resultado de uma carne moída que estava no freezer fazia um tempo e que queria me livrar logo dela. No final, ela virou um lindo e delicioso bolo de carne que incrementei com ervilhas tortas e arroz 7 grãos com shimeji. Essa receita é para aqueles dias que você não quer comer lanche, mas também está com preguiça de cozinhar. Muito fácil de fazer, só demora um pouquinho pra assar.

Ingredientes

  • 1/2 xícara de cebola picada
  • 1 xícara de suco de tomate
  • 80g de aveia
  • 1 ovo batido
  • 750g de carne moída magra
  • Fio de azeite
  • Sal ou pimenta a gosto

Modo de preparo

Numa tigela, misture bem todos os ingredientes, menos a carne. Adicione a carne e misture cuidadosamente até ficar envolvida na mistura de aveia (se ficar muito mole pode colocar mais aveia). Com a mão, molde a massa em formato de pão e coloque em uma assadeira untada com um fio de azeite. Leve ao forno pré-aquecido por 40-50 minutos até dourar. Deixe descansar por 5 minutos antes de servir.