Alcachofra simples

Essa receita é um clássico da minha família. Desde sempre minha mãe fazia e agora sei o porquê. Além de ficar uma delícia, ela é muito fácil de fazer. Aproveite agora que estamos na época de alcachofra e elas estão bem mais baratas.

Ingredientes

  • 1 Alcachofra
  • 5 azeitonas pretas
  • Salsinha a gosto (mas é indicado que seja bastante)
  • 2 dentes de alho picado
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Lave e separe as folhas da alcachofra. Tire os caroços e pique em pedaços médios as azeitonas. Misture o alho, a azeitona e a salsinha. Coloque a mistura de temperos entre as folhas, um pouquinho em cada. Acomode a alcachofra em uma panela e regue com 1 copo americano de água salobra. Deixe no fogo por cerca de meia hora, mas preste atenção, se a água secar, adicione um pouco mais, já que ela deve ficar com um candinho.  Sirva com pãozinho quente.

Anúncios

Zona cerealista: um paraíso desconhecido

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para terminar o especial de férias, decidi fazer um post contando onde comprei as delícias para passar, como uma rainha, os dias no sítio. O Pedro, namorado da minha irmã, tinha comentado que quando queria comprar produtos importados, nem pensava em passar no mercado, ele ia direto na Zona Cerealista, que fica bem pertinho do Mercado Municipal. Como não é muito perto de casa, eu e o André nunca tínhamos ido, mas, como passamos dois dias das férias em SP, resolvemos nos aventurar. O único problema é que tivemos a péssima ideia de ir de carro, conclusão? Nos perdemos até não poder mais e fomos parar pra lá da Zona Leste. Por isso, aí vai a primeira dica: vá de metrô. A estação mais perto é a Pedro II, mas você também pode parar na Luz e aproveitar para comer o delicioso bolinho de bacalhau ou o tradicional sanduiche de mortadela no Mercadão.

Depois de ir e voltar duas vezes, tivemos a brilhante ideia de deixar o carro num estacionamento e ir de metrô. Almoçamos no mercadão e fomos perguntando até chegar ao PARAÍSO! Já na primeira loja que entramos, encontramos uma variedade gigantesca de bries, vinhos, funghi, castanhas, frios e muito mais coisa. Não preciso nem dizer que saímos de lá cheio de sacolas. Nós escolhemos duas lojas, a Laticínios Sabor e Empório Pena, para comprar tudo. Conclusão: com certeza a distância não foi um problema comparada à economia e a qualidade dos produtos.

Gastamos no total R$ 150, mas olha o tanto de coisas que compramos:

  •        1 garrafa de vinho
  •        1 pacote de risoto italiano
  •        1 pedaço de brie presidente
  •        1 pedaço de queijo emmental (que foi usado para o fondue)
  •        1 pedaço de queijo Gruyère
  •        1 vidro de fundo de alcachofra
  •        1 pacote de funghi
  •        1 pacote de lascas de amêndoas
  •        1 pacote daquelas azeitonas pretas bem grandonas
  •        100g de presunto cru
  •        100g de moradela
  •        1 pacote de pistache
  •        1kg de bacalhau em lascas

Tá bom, né? Acho que daqui por diante vou seguir a dica do Pedro e só fazer compras na Zona Cerealista. Indico pra vocês também.